fbpx

A migração do mercado fonográfico do físico para o digital

VENDAS DE CDS E DVDS CAEM 43,2% EM UM ANO, E MÚSICA DIGITAL JÁ REPRESENTA METADE DO MERCADO BRASILEIRO

Do Rio

A Pró-Música Brasil Produtores Fonográficos Associados divulgou recentemente um relatório que reitera uma tendência já conhecida: o streaming passou a ser o principal motor do crescimento do mercado musical global e nacional. Com crescimento de 60,4% em 2016 nos principais mercados (dados da Federação Internacional da Indústria Fonográfica – IFPI) – e de 52,4% aqui –, essa modalidade de consumo musical ganha força notável. Se somados os downloads, os meios digitais representaram 48,6% do faturamento da indústria no nosso país ano passado. Em segundo lugar, veio a execução pública (através do Ecad), que responde por 36,6% do mercado nacional e distribui centenas de milhões aos autores anualmente, colocando o Brasil em sexto lugar no ranking mundial da arrecadação com performances em shows, TV, rádios e outros meios.