BLOG

As novas regras do Youtube

Uma verdadeira avalanche desmoronou sobre o mundo dos youtubers nesses últimos dias com a divulgação que a rede social fez das suas novas regras. Resumindo bastante a ópera e pra que vocês entendam de um jeito simples, agora quem faz vídeos com conteúdos sexuais sugestivos, violência (ou machucados graves) e linguagem inapropriada (incluindo assédio, profanidades e termos vulgares) terá uma queda vertiginosa na monetização, ou seja, falou ou mostrou besteira não ganha din din, ou ganha muitíssimo menos. Para que vocês tenham uma ideia “prática” dessa mudança, sugerimos que vejam esse vídeo do Youtuber Felipe Neto onde, com muita revolta, ele explica o que aconteceu com os vídeos de seu canal após a aplicação das novas regras.

Outro motivo que levou o YouTube a mudar as regras foi o fato  de que anúncios de grandes marcas estavam sendo vinculados a vídeos com conteúdo ofensivo e censuráveis. O que levou mais de 250 marcas a pausarem suas campanhas na plataforma, além da busca no Google, que é o dono do YouTube. Entre as justificativas divulgadas pelo YouTube, as principais seriam a diminuição dos casos de plágio e da proliferação de vídeos ofensivos. A plataforma agora se reserva ao direito de proibir que conteúdos que promovem o uso de drogas ou tratem de temas sensíveis (como guerras, conflitos políticos e tragédias naturais) gerem dinheiro para seus produtores. Para milhões de creators ou youtubers, publicar vídeos deixou de ser apenas um hobby, uma diversão, sendo hoje uma fonte de renda que sustenta famílias, daí tamanho rebuliço que as novas normas causaram. E como se não bastasse tudo isso, outra novidade chegou causando polêmica. O YouTube anunciou que vai mudar seu modelo de monetização, criando um mínimo de 10.000 views para os canais que querem ganhar dinheiro com seus vídeos. Importante destacar que esse valor se refere ao total de views de um canal e não de um vídeo específico. De acordo com o Youtube, a cota mínima para monetização foi definida de forma a não prejudicar novos criadores de conteúdo na plataforma. “Em algumas semanas vamos inserir alguns processos para novos creators que aderirem ao Programa de Parceiros do YouTube. Depois que um criador de conteúdo atingir a marca de 10 mil views no canal, nós iremos conferir se ele respeita todas as nossas regras.” Disse Ariel Bardin, vice-presidente de produtos do YouTube. “Se estiver tudo certo, nós iremos colocar o canal no Programa e começar a incluir anúncios no conteúdo.” É amiguinhos, agora a brincadeira ficou séria! Se você já tem um canal ou pensa em ter um vai ter que analisar com cuidado o tipo de conteúdo a ser produzido e divulgado. Não dá mais pra sair postando qualquer besteira por aí. As opiniões se dividem, com muita gente apoiando e achando que as medidas foram necessárias e elevará o nível de qualidade do conteúdo dos vídeos e muitos esbravejando e xingando até a décima geração do YouTube...rs claro, esses são os que terão prejuízos em ganhos por já terem canais estabelecidos e ganhando verdadeiras fortunas. A tendência é que o cerco se aperte cada vez mais e que outras regras e exigências apareçam para “peneirar” o universo do YouTube. E, no meio desse turbilhão, a Amazon já está se levantando para brigar pau a pau com o YouTube e se estabelecer como uma plataforma de vídeos que concorra em igualdade de números e ganhos (monetização). Mas esse assunto a gente vai detalhar melhor num próximo artigo aqui no blog.

Faça do jeito certo!

Você já tem um canal, mas ele está bagunçado, precisando ser repaginado e reestruturado? Acabou de criar um canal e está meio perdido sem saber que caminho e rumo a dar a ele? Quer muito entrar nesse mundo, mas não sabe nem por onde começar e sequer pensou num nome? Em todos esses casos nós podemos te ajudar! Nem sempre conseguimos fazer algo que requer conhecimento técnico. E não pense você que isso tudo é na verdade muito simples porque não é bem assim... há quem se arrisque e busque fazer sozinho todo esse processo e claro, você tem liberdade pra isso. Mas no meio desse percurso é possível que você tenha dúvidas, que precise de uma opinião e uma orientação.
  • Como monetizar meus vídeos?
  • Qual a melhor forma de dar nomes (títulos) aos meus vídeos?
  • Como criar playlists e Cards?
  • Qual a importância e como colocar uma capa legal nos meus vídeos?
  • Em que temas devo apostar? Vale a pena ser um canal de nicho?
  • Como deve ser minha postura e minhas marcas pessoais como youtuber?
Sim amiguinhos, tem tudo isso aí acima e muito mais pra você responder e decidir se quer/precisa de uma ajuda especializada. Aqui na Agência Petra nós temos planos e pacotes muito legais e que vão te atender em tudo isso e em outras coisas específicas pro seu canal dar uma guinada ou dar o pontapé inicial. E não é só isso. Você também pode integrar nossa NETWORK e ter sua monetização dobrada e não é cilada é verdade! rsrs Mas pra te explicar tudo com detalhes, tin tin por tin tin a gente te convida pra uma conversa através de um dos nossos canais de comunicação (whatsapp, email: contato@agenciapetra.com ou telefone 11 2768-5898).  

[no_button size="" style="" text="Vamos falar de YouTube, a gente adora isso!" icon_pack="font_awesome" fa_icon="" icon_position="right" icon_color="" icon_background_color="" icon_background_hover_color="" link="http://www.agenciapetra.com/principal/musica/canal-do-youtube/" target="_self" color="" hover_color="" background_color="" hover_background_color="" border_color="" hover_border_color="" border_width="" font_size="" font_style="normal" font_weight="" margin="" padding="" border_radius=""]

Por

Deixe uma resposta